O VEREDICTO POPULAR O POVO NA PREFEITURA

O VEREDICTO POPULAR O POVO NA PREFEITURA

O Cruzamento do Umbral!

Depois de muito tempo
Vivendo em cativeiro
No atraso planejado
Num tremendo desmantelo
O povo se revoltou
E a decisão tomou
De eleger Pedro Ribeiro

Foi mais de quarenta anos
Ninguém pode duvidar
O entra e sai o engano
Vai e torna voltar
Enganando a fé do povo
Sempre voltava de novo
Para poder governar

Agora é chegada a hora
O povo vai conquistar
O poder que já foi seu
Para o povo vai voltar
Elegendo em primeiro
Pedro Batista Ribeiro
E Pitú que é seu par

O PMDB
Fez boa coligação
Com o PT guerreiro
Partido de decisão
Foi justa esta aliança
Aumentou a esperança
De nossa libertação

Zé Bigode vereador
Piaba, Cláudio, Zelinho
Terezinha, dona Neuma
Jacira e Jerominho
Zé Carlos, Di Banda, Vavá
Pedro Tiago, Otacílio, Dadá
Antônio de Vital e Galeguinho

Tem gente que é honesta
Não há nada que o dobre
Todos já conhecem a lenda
Que comigo ninguém pode
O homem de quem eu falo
Sempre quebra o seu galho
Seu nome é Zé Bigode

Depois de quarto anos
Ele volta a concorrer
Pretende continuar
Se o povo o eleger
Piaba vontade do povo
Nós queremos ele de novo
É o povo no poder

Foi grande a contenda
Discussão toda semana
Quem seria vereador
Pra representar a Santana
O José foi quem falou
O nosso vereador
É o Cláudio que é bacana

Ainda tem que lembrar
De deixar aquele votinho
Para dar a Pedro Ribeiro
A Pitu e a Zelinho
É preciso reeleger
O desengano da vista é ver
Zelinho e Jerominho

A vontade de mudar
Era tudo que ele tinha
Sempre ajudando ao povo
Organizando a festinha
Servindo ao seu irmão
Apertando-lhe a mão
Vote certo em Terezinha

A força da mulher
Neuma vereadora
Júlio Gato e Olímpio
Formam fonte geradora
Sendo agente de saúde
Sem contar que no estudo
Ainda é professor

Para a educação
Temos grupo preparado
Hosana professor Jacira
O povo seu aliado
Vamos poder ter merenda
Assim se acaba a contenda
De comida desperdiçada

Agora a educação
Com certeza vai mudar
Os estudantes decidiram
Nela é que vamos votar
Em Jacira Professora
Missionária e protetora
Dos humildes de Uauá

Na Serra é só alegria
Vive o povo a falar
Dessa vez a gente vai
Nada vai nos empatar
E para vereador
Em Zé Carlos com amor
Todos nós vamos votar

O seu nome é José Milton
Di Banda é popular
Filho da Pedra Grande
Está pronto pra lutar
Forte ligação com o povo
Com o velho e com o novo
Tem tudo para ganhar

No Caldeirão da Serra
Não tem o que preocupar
A certeza da vitória
Logo se pode notar
O povo do Caldeirão
Já tomou a decisão
O vereador é Vavá

Na lagoa tem flores
Cheiram como jasmim
Tem um grande candidato
Pedro Thiago Bonfim
É hora da redenção
Vamos votar meu irmão
É hora de decidir

Otacílio assim falou
Pedro estou com você
Se você me permitir
Uma vaga concorrer
Quero ser vereador
Pra mostra meu valor
E ao povo defender

No Caldeirão do Almeida
Candidatou-se Dadá
Rapaz jovem competente
Sempre pronto pra lutar
Povo do Caldeirão
Só tem uma solução
É nesse homem votar

Temos um grande irmão
Na rua do hospital
Trabalhador e honesto
Amigo e fraternal
Meu amigo pode crer
Para tudo acontecer
Vote Antônio de Vital

De uma família humilde
Surgiu uma esperança
Quem viver esse momento
Não sairá da lembrança
Galeguinho vereador
Jovem de grande valor
Lealdade e confiança

Já temos demonstração
De sua capacidade
Comandou a AABB
Formou-se noutra cidade
Um humilde companheiro
Devoto de Conselheiro
Caba véi sem vaidade

Vote com consciência
Inteligência e respeito
Galeguinho vereador
Pedro Batista prefeito
O povo é quem quer
E como diz seu José
Quem quiser que dê o jeito

Esses são os edis
Que juntos vão legislar
Ajudar Pedro e a Pitú
A cidade melhorar
Resgatar o antecedente
Do povo todo contente
E do bode a capitá

Esta foi a equipe
Que o povo escolheu
Para organizar Uauá
E administrar o que é seu
A história do passado
Fica no tempo apagado
Um novo tempo nasceu

Reciclaremos mais jovens
Em estágio probatório
Exames de toda espécie
Será no laboratório
Ainda temos a incumbência
De organizar a emergência
Tudo isso em relatório

A saúde voltará
Novamente a viver
Pois o nosso hospital
Está prestes a morrer
Botaram na UTI
Eu não vou sair daqui
Estou pagando pra ver

Teremos mais ambulâncias
Para o doente transportar
Médicos dando plantão
Para ao povo medicar
A sala de operação
Isto já é decisão
Agora vai operar

Todo ano as estradas
Terão a manutenção
Quando aqui chover
Todos plantarão feijão
Porque vamos estimular
O trabalho popular
Chamado de Mutirão

No esporte com certeza
A coisa vai melhorar
No comando de Pitú
Nós para o ajudar
Preste atenção minha amiga
Se nunca ligou a liga
Pois agora vai ligar

Só existe uma forma
Pra nossa vida mudar
É armazenar água
Horta em casa plantar
E na hora da eleição
Seu voto de decisão
Em Pedro para ganhar

É chegado o novo tempo
Um novo tempo chegou
Pedro Ribeiro é nosso líder
O povo determinou
Quebramos a prepotência
A bandeira da independência
É Pedro libertador

Os falsos profetas fugiram
Foi tamanha traição
Juntaram-se com os lobos
Com rancor no coração
Mas Papagaio publicou
Com o lobo ainda vou
Mas com peixe não dá não

Todos nós já sabemos
Que eles vão se ajuntar
O teatro acabou
Não podem nos enganar
Agora bem consciente
Responda-me num repente
Onde os peixes vão ficar?

E no dia da vitória
Terá uma revoada
Papagaio sai do oco
Lobo uiva na estrada
As escamas cairão
Todos os peixes morrerão
Na terra peixe não nada

E dos cupins sairá
A nuvem da priquitada
Todos felizes da vida
Será grande a desfilada
Quebraremos as panelas
Acenderemos dez velas
Pela vitória alcançada

BGG da MATA VIRGEM
Poeta Popular
Uauá Bahia Brasil
AGO – 1 9 9 6

escrever alguma coisa

Não vamos mostrar seu e-mail.